sexta-feira, 23 de maio de 2014

Textual description of firstImageUrl

OTTTD

Apreciam jogos de defesa e estratégia em tempo real? E já jogaram algum jogo do género Tower Defense? Não sabem o que andam a perder, mas não se preocupem, ainda vão a tempo de corrigir essa falha grave no vosso currículo, que a SMG Studio acabou de lançar o OTTTD (ou para quem gosta de nomes compridos "Over The Top Tower Defense"), que nos traz um divertídissimo jogo de defesa e estratégia, com anti heróis, inimigos improváveis, e uma dose extrema de humor negro.


Sim, algo que este jogo tem a seu favor é uma dose de humor bem grande, que não faz muita questão de se levar muito a sério, e ainda bem. Quando damos pelo nosso planeta a atingir números de desemprego elevadíssimos, podemos sempre contar com uma companhia militar privada como a HEROCORP, que descobriu como viajar pelo espaço a alta velocidade (viagem inter-dimensional?!?), e então resolveu recrutar heróis para ir combater extraterrestres que podem um dia virar uma ameaça aos humanos.

Se acharem esta conversa muito parecida com alguma situação real do nosso presente (eu vi, eu vi, eles têm armas de destruição em massa), é pura coincidência. O que é certo é que vamos fazer um favor a toda a humanidade, ao destruir estes aliens perigosíssimos, não vão um dia pensar atacar-nos, não é? Não estão a ver o tubarão cyborg voador aí em cima?? Oi?? Está maluco?? Tubarão não voa!!! Mata!!! ;)


Colocando as piadas de lado, que surgem em todo o lado, desde os comentários internos da companhia, ao assistente louco que nos dá ordens e lida com os nossos heróis, o jogo tem ainda mais coisas a seu favor.

É um jogo de Tower Defense, por isso já sabemos que haverá torres para colocar no terreno e proteger o caminho que leva até à nossa base. Se os extraterrestres destruírem a nossa base, é Game Over Man, e toca a começar o nível de novo. As torres podem e devem ser reparadas durante os combates, e se tivermos créditos suficientes, é possível melhorá-las para que fiquem mais potentes, e tenham um maior alcance, etc.


Mas a estratégia é bem mais avançada neste jogo, pois temos heróis à nossa disposição, os quais podemos mover livremente pelo terreno, e que atacam os bicharocos que ousam fazer-se à estrada para nos atacarem (a lata!!!). Começamos a aventura com um Engenheiro, herói muito útil, pois pode reparar torres bastando colocar-se perto das mesmas, para além de ter um "super poder" que aumenta o poder de ataque de qualquer torre durante alguns segundos. Que seria deste mundo sem Engenheiros? Não é um informático / cientista que resolve o problema contra os extraterrestres no Independence Day? Lá está!

A coisa não se fica por aqui, que de seguida vem um troglodita com voz de ex-governador da Califórnia (Arnold para os amigos), e que pertence à equipa de assalto, com armas bem mais potentes que as do Engenheiro, óptimo para colocar na frente da batalha, e com poderes para curar os outros heróis, yay! \o/


E depois há mais uma data de heróis improváveis, um herói que faz reconhecimento (Recon), tem armas de longo alcance e permite ataques à distância, um Bombardier e um Rocketeer (To Infinity and Beyond?!?), um robô perito em sabotagens, e o cérebro da operação, um cientista sem músculos que convém ter sempre bem protegido (é potente a destruir, mas se lhe dá um vento, tomba logo).

É pena, mas como é óbvio não podemos levar todos os heróis connosco para o terreno, e como tal teremos de escolher apenas alguns deles para levar antes de cada missão, isto de acordo com o tipo de terreno e inimigo que iremos encontrar pela frente no campo de batalha.

Por cada missão concluída com sucesso, e dependendo da sua performance durante os combates, cada herói traz consigo uma série de pontos de habilidade, que podem ser usados para melhorar e adquirir novas habilidades (diferentes para cada herói). Estas habilidades estão dispostas como os ramos de uma árvore, onde vamos ter de gastar pontos nas habilidades mais fracas para conseguir evoluir para as habilidades mais potentes (que estão nas pontas dos ramos).


O dinheiro ganho em combates pode ser usado para adquirir armas mais potentes (até 40 armas), e ainda outras habilidades que podem ser activadas temporariamente durante as batalhas. Os mais impacientes podem gastar dinheiro a sério com uma compra in-app e adquirir logo de uma vez todas as coisas boas (desnecessário meus amigos, desnecessário, mas hey, os programadores do jogo querem ficar ricos à conta disto, por isso façam-lhes o favor, se estiverem para aí virados).

Muito importante, os nossos heróis podem morrer, por isso há que ter muita atenção à sua energia durante as lutas, e retirá-los da frente do fogo inimigo caso seja necessário, para que possam recuperar. Caso morram, terão de ser clonados novamente para que possam voltar aos combates, o que implica aguardar algum tempo até que estejam de novo aptos para a guerra.

Temos neste momento disponíveis 20 míssões em modo de campanha, e estão prometidas mais missões numa próxima actualização, assim como mais modos de jogo (venham eles). Existem duas dimensões diferentes para as quais os nossos heróis podem viajar, uma dimensão carregada de crustáceos (tubarão cyborg, caranguejos gigantes, kraken, e um polvo numa mota), e uma virada para o género do terror, com muitos zombies à mistura (dimensão com dinossauros robôs prometida para breve).

Atenção que o jogo não é compatível com o iPod Touch de 4ª geração, o iPad 1, ou o iPhone 4, porque afinal de contas este é literalmente um jogo "over the top", e como tal necessita de um bom processador, fazendo-se notar naqueles momentos em que temos muita coisa a acontecer no ecrã ao mesmo tempo.

Deixo aqui em baixo o vídeo de apresentação do jogo, OTTTD está disponível para iPhone, iPad e Android, é hilariante quanto baste, obriga-nos a puxar pela cabeça, a queimar neurónios, e vai altamente recomendado aqui pelo Apps do iPhone. Divirtam-se! :)


OTTTD na App Store (Brasil)

OTTTD na App Store (Portugal)

Tamanho: 87.3 MB



Sem comentários :

Publicar um comentário