quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Textual description of firstImageUrl

Phil The Pill

Numa mistura de clássicos como Bomberman, Pac-Man ou Super Mario, Phil The Pill da Curious Labs, é um jogo com muita personalidade, ao mesmo tempo desafiante com os seus puzzles e extremamente divertido, que podem encontrar hoje grátis na App Store.

No universo dos bichos de conta (ou sapateiro), tudo corria às mil maravilhas, todos viviam felizes, até ao dia que outros insectos bandidos invadiram as suas terras, raptaram a amada do nosso herói e levaram todos os seus tesouros.

Cabe-nos a nós controlar as capacidades extraordinárias de rolar do nosso herói, enquanto avançamos pelo território e labirintos dos insectos bandidos, onde teremos que salvar os nossos amigos, recuperar as moedas de ouro e todos os objectos roubados, e encontrar o amor da nossa vida.

O jogo está muito bem concebido, desde os seus gráficos fantásticos, à jogabilidade, ao humor constante do jogo. A mistura de mecânicas é aqui conseguida de forma brilhante. Por um lado parece o Pac-Man pois andamos por ali a passear no labirinto a "comer" os tesouros e os poderes, ao mesmo tempo destruíndo os insectos maus que nos aparecem à frente.


Por outro lado podemos usar armas para destruir blocos de terra que impedem a nossa passagem (e as nossas mãos), e usar bombas como no clássico Bomberman para destruir blocos mais resistentes como os blocos de pedra. É também um jogo com puzzles e quebra cabeças, pois põe-nos a pensar qual a melhor maneira de avançar no labirinto, porque se usarmos as únicas bombas que temos num local antes de desbloquearmos um outro local que tem uma arma que nos permite destruir blocos de madeira, ficamos presos, e temos de reiniciar o nível.

A mecânica de rolar deslizando com o dedo para mudar de direcção, deslizar com dois dedos para parar de rodar, e tocar com dois dedos para colocar uma bomba no chão, são coisas que aprendemos rapidamente, e nos habituamos com facilidade. Temos de ter atenção que o mau cheiro dos insectos começa a invadir o ecrã, por isso também estamos a jogar contra o tempo, e há que ser rápido a chegar à saída de cada labirinto.

Com muitos níveis e mundos disponíveis para jogar, temos aqui um jogo que até parece incrível estar gratuito na App Store, mas é esse o caso, e quem somos nós para nos queixar. É aproveitar, instalar, e derrotar estes insectos mal cheirosos, que o mundo dos bichos de conta precisa da vossa ajuda.

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Textual description of firstImageUrl

The Westport Independent

Um jogo que acabou de ficar gratuito é este The Westport Independent de Pontus Lunden, que se torna tão ou mais importante nos tempos que vivemos, onde o poder dos media podem mudar os corações do povo e os destinos de uma nação.

Este jogo vem muito na linha do espectacular Papers, Please, um jogo que devem jogar num iPad se apreciam estes temas da censura e do controlo do governo sobre os seus cidadãos. Neste caso gerimos um jornal, e como seu editor podemos modificar os artigos que são lançados ao nosso gosto, de maneira a agradar o governo, ou a agradar os rebeldes, que se opõem ao governo.

Numa altura em que temos um Trump a chamar de fake news a todas as publicações que se limitam a contar a verdade, temos outras publicações que preferem mentir, ou omitir, para passarem pelos pingos da chuva e tentarem não ser o foco da ira do presidente.

Neste jogo temos um governo autocrático que gosta muito de ser obedecido e cria novas regras para os media. Teremos que navegar essa linha fina da verdade e da "mentira" para que o governo não acabe connosco, correndo o risco por outro lado de perder o apoio do povo, e causar uma autêntica revolta popular.


Qual será a nossa posição para manter as coisas equilibradas? Como editor podemos censurar alguns trechos do artigo, de maneira a não falar mal do governo, mas tentando não irritar os rebeldes ao mesmo tempo. Podemos também mudar o título da notícia, que pode ajudar, pois há pessoas que só lêem os títulos.

Depois temos 4 jornalistas a quem passar os artigos censurados, para que estes os reescrevam para publicar no jornal, que sai todas as semanas. Cada um dos jornalistas tem um perfil particular, sendo mais pró ou contra o governo. Teremos de distribuir cada artigo da melhor forma por cada um dos jornalistas para os manter felizes no seu emprego, pois as suas opiniões também contam, e eles farão questão de nos dizer em cada reunião semanal.

Manter o jornal à tona e a sobreviver semana a semana é o nosso objectivo principal, pois queremos ter vendas e público, mas ao mesmo tempo não queremos que o governo nos ponha uma corda ao pescoço. Um jogo político, super actual, com alguma leitura para fazer e para tomar decisões, que não é com certeza para todos, mas que podem agora experimentá-lo livremente, que está disponível grátis na App Store.


The Westport Independent na App Store

Tamanho: 71.4 MB

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Textual description of firstImageUrl

ClipDrop - AR Copy Paste

Como sabem, sou um fã acérrimo de experimentar novas tecnologias, novas apps. E esta última que me passou pela mão, a ClipDrop - AR Copy Paste da Init ML, é uma app de realidade aumentada perfeita para designers gráficos ou designers web.

Venho-vos aqui apresentar a app, mais como conceito ou experiência, porque não somos todos designers nem temos necessidade de uma ferramenta como esta, especialmente quando temos de pagar por ela. Portanto a app é gratuita e podemos criar 10 clips com ela para experimentar, mas a partir daí temos de subscrever uma mensalidade ou anuidade.

O que a app nos permite fazer é incrível, basta apontar o iPhone para um objecto, tocar no botão para registar, e a inteligência artificial da app encarrega-se de retirar o objecto do seu fundo, e ficamos com ele disponível para o enviar para a nuvem, ou para o colocar directamente num programa com o qual estejamos a trabalhar no desktop.


Isto é de uma utilidade tremenda para designers como é óbvio, que com o plugin activo no Photoshop, podem tocar prolongadamente sobre o objecto no iPhone, que este salta quase como magia para app de edição de imagem, como se pode ver nos exemplos do vídeo aqui em cima.

É magia sim senhor, e é espectacular. Mas mesmo com o uso apenas da cloud, podemos andar por aí no dia a dia a recolher todo o tipo de objectos que acharmos serem úteis para o nosso projecto, e depois estarem logo acessíveis na app do desktop para serem utilizados nas nossas apps de design (ou Word, Powerpoint, Paint, o que quisermos). Com 10 clips gratuitos, experimentem vocês próprios a magia desta app, que é qualquer coisa, e esperemos que em breve dê para fazer mais coisas no interior da app, sem termos de saltar para o desktop.

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Textual description of firstImageUrl

Lamplight City mobile

Fortemente inspirado nos trabalhos literários de Edgar Allan Poe e Charles Dickens, e passado na Era Vitoriana, Lamplight City mobile da Application Systems Heidelberg Software GmbH, é um jogo point-and-click que nos põe a viver uma aventura como se fossemos um verdadeiro Sherlock Holmes.

Neste jogo vestimos o casaco de um antigo polícia que é agora um investigador privado, ao estilo de Sherlock Holmes, e teremos que desvendar 5 crimes, incluíndo aquele que nos fez abandonar a polícia e levou a enveredar por esta vida, que acontece logo no início do jogo.

O aspecto gráfico e tipo de aventura point and click faz-me lembrar de imediato o incrível The Secret of Monkey Island. O humor não é exactamente o mesmo, mas também está fortemente presente neste jogo, sendo a principal diferença a quantidade de conversas que vamos ter neste jogo, pois é um jogo com um ênfase forte na narrativa.

No entanto, não há cá inventários cheios de objectos para experimentar uns com os outros para ver se conseguimos obter algum resultado satisfatório. Aqui os objectos interagem automaticamente com outros no cenário, ou entre eles, caso tenhamos descoberto as pistas e informações que permitem que eles sejam combinados.


Há muitos cenários e objectos interactivos no jogo, quase como se fossem mini-jogos, nos quais teremos que tocar um piano, manipular uma alavanca, etc, etc. Convém salvar com frequência, pois é possível acusar a pessoa errada, e depois temos de voltar para trás para corrigir o erro. As nossas acções podem-nos levar para diversos finais, portanto estes save games são muito importantes.

Esta é uma aventura carregada de mistério e muitos quebra cabeças para resolver, onde teremos que juntar todos os pontos para chegar à solução de cada um dos crimes que nos são entregues pela inspectora da polícia. Temos muitas horas de jogo pela frente, portanto, é um daqueles jogos que recomendo vivamente aos fãs do género.


Lamplight City mobile na App Store

Tamanho: 2.1 GB