terça-feira, 28 de junho de 2016

Lumiè

Para aquelas pessoas que gostam de aplicar alguma criatividade às suas fotos, temos hoje grátis na App Store esta Lumiè da Nostalgika LTDA - ME, uma app que nos permite adicionar efeitos bokeh às nossas imagens, e não só.



Primeiro de tudo, a app permite-nos tirar fotografias com os efeitos bokeh activos em tempo real, o que é muito interessante no momento em que estamos ainda a recolher ideias, a tirar fotos para experimentar diferentes soluções criativas.

Mas como app de edição de imagem que é, podemos importar qualquer fotografia do rôlo de câmara, e a partir daí começar a adicionar efeitos de luz e bokeh sobrepostos sobre a foto original. Temos os clássicos efeitos bokeh, onde temos desde estrelas a corações, passando por uma série imensa de categorias diferentes, e temos até efeitos néon que são uma delícia para todos aqueles que gostam de partilhar fotos nas redes sociais, Instagram, Snapchat, etc.

A app permite-nos alternar entre 2 a 3 opções diferentes de mistura do efeito com a imagem, sendo possível ajustar o nível de opacidade. Se quisermos adicionar mais efeitos em cima, é só tocar no botão "Mesclar Efeito" para continuar a adicionar filtros sobre filtros, sem qualquer limite.

Para além dos efeitos bokeh disponíveis estarem em alta resolução, é possível mover, rodar, e modificar o tamanho de muitos deles (como os efeitos de néon por exemplo), e temos aqui na app 121 efeitos para experimentar livremente.

Como inspiração é só espreitar a conta @lumieinspiration, dos criadores da app, que conta com inúmeras criações, que nos mostra aquilo que é possível fazer com os efeitos fantásticos desta Lumiè. Se a criatividade é o vosso nome do meio, então é aproveitar a promoção e agarrar esta app enquanto está gratuita na App Store.


Lumiè na App Store

Tamanho: 57.4 MB

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Assoluto Racing

Acabado de chegar à App Store pelas mãos de uma equipa indie de programadores, Assoluto Racing da Infinity Vector Ltd, é suposto ser o Gran Turismo dos dispositivos móveis, e pelo aspecto dele, parece ser mesmo esse o caso, e podem instalá-lo à vontade que é completamente gratuito.


Aviso desde já que não há aqui corridas contra outros carros, pois este jogo é mais virado para a simulação, e depois de alguns meses apenas disponível em alguns países, parece que a sensação de se estar a conduzir e a controlar verdadeiramente um carro real, é aquilo que se lê escrito por aqueles que o têm vindo a jogar.

Mas entrando pelos menus do jogo percebe-se a comparação com o Gran Turismo, pois temos os carros de marcas conhecidas para adquirir, temos a secção de tunning onde podemos afinar todos os aspectos possíveis e imaginários do carro, que muda por completo a sua condução, etc.


A competição é feita através do Game Center contra outros jogadores e amigos espalhados por esse mundo fora, comparando tempos e pontuações uns com os outros. Existem 3 métodos de controlo do carro, vários ângulos de câmara, controlo da qualidade para uma melhor performance em iPhones mais antigos (com a possibilidade de alternar entre 30 e 60 fps), e temos a língua portuguesa como opção.

Vejam aqui em baixo um vídeo com o jogo a correr, e se são fãs de simulação e carros de corridas, então é passar quanto antes pela App Store e instalar este Assoluto Racing, que é grátis (com a opção de se adquirir carros e upgrades através de compras in-app, claro).


Assoluto Racing na App Store

Tamanho: 102 MB



domingo, 26 de junho de 2016

Zenge

É domingo, e temos um jogo grátis na App Store para todos os fãs de puzzles e quebra cabeças. Estou a falar de Zenge de Michal Pawlowski, um conceito mais avançado do clássico jogo onde temos de mover uma série de peças quadradas até obter a imagem completa.


Este Zenge é uma versão bem mais sofisticada de jogos estilo Tangram, que já falei aqui no Apps do iPhone diversas vezes. Os apreciadores de puzzles vão perceber logo à partida a comparação com os joguinhos clássicos onde tínhamos de mover peças quadradas, trabalhando sempre com uma casa vazia, para obter a imagem final completa.

Aqui a ideia e conceito é o mesmo, há que mover peças para as suas respectivas casas, para obter a imagem completa, que nos vai contando uma história, aquela de Eon, um pequeno viajante preso entre mundos paralelos.


Nos primeiros níveis temos apenas que mover as peças à vez, fazendo-o na ordem certa, ou aproveitando casas vazias para libertar o caminho e passagem de outras peças. Pois, as peças têm de seguir as linhas, que são os caminhos que podem percorrer, e como se estivessemos de facto perante um tabuleiro com peças reais, estas não podem embater umas nas outras.

A complexidade salta de repente para outros níveis, quando nos vão sendo apresentados outros conceitos e mecânicas para resolver os puzzles. Encontramos certos locais onde podemos colocar as peças, que nos permite rodá-las, inverter a sua posição no tabuleiro, etc.


Outra mecânica interessante é aquela que nos permite encostar uma peça noutra, passando as duas a ser uma só peça, e por aí fora até a um número grande de peças, todas juntas numa só, que será obrigatório para resolver muitos dos desafios que nos vão surgir pela frente.

O jogo está hoje grátis na App Store, não conta com qualquer publicidade nem compras in-app, e é um jogo altamente relaxante, pois não tem tempo nem pontuação, a banda sonora é super calminha e bonita, e os cenários pintados à mão são bem giros, e contam-nos a aventura de Eon, à medida que vamos ultrapassando os vários desafios.


Zenge na App Store

Tamanho: 140 MB

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Perchang

Por falar em jogos originais, acabou de se estrear hoje na App Store o jogo Perchang, primeiro título da companhia com o mesmo nome Perchang, que nos traz uma espécie de máquina de Rube Goldberg, onde teremos que controlar uma série de mecanismos em tempo real, para fazer com que esta funcione como deve ser, e transporte as esferas de metal até ao seu destino final.


Como podem desde já perceber pelas imagens, este jogo é bonito, com um visual 3D simples e atractivo ao olhar, e uma banda sonora muito interessante e relaxante a acompanhar. Jogar os 60 desafios que temos pela frente é que já não é tão fácil, mas lá chegaremos.

Só nos falta ouvir o famoso grito "woo hoo" do Lemmings, exactamente antes de começarem a cair as esferas de metal, que terão de atravessar os vários mecanismos de cada uma das máquinas, até chegarem à saída. É este o objectivo final, e também como no Lemmings, teremos de fazer chegar um determinado número de esferas à saída, antes que o tempo acabe.


E como é que controlamos o destino das esferas de metal? Se as deixarmos seguir o seu caminho, é quase certo que nenhuma chegará à saída, e por isso temos que ser nós a dar uso aos dois botões que se encontram em cada canto do ecrã, um vermelho e o outro azul, que activam partes da máquina que temos à nossa frente.

Carregando no botão azul activamos os mecanismos azuis, e no vermelho os mecanismos pintados a vermelho. E estes mecanismos tanto podem ser ventoínhas poderosas que fazem as esferas levantar voo, tapetes magnéticos, ímans que atraem as esferas, flippers de máquinas de pinball, portais de teletransporte e aparelhos de anti-gravidade, etc, etc.


Timing, reflexos e muita destreza é o que nos é pedido aqui, mas também a capacidade para resolver quebra cabeças, pois há um pequeno twist neste belíssimo jogo. Se tocarmos nos mecanismos coloridos presentes no ecrã, estes alternam de cor entre o azul e o vermelho, possibilitando novas estratégias para ultrapassar um nível. Isto porque começamos a ter cada vez mais mecanismos coloridos, e um botão activa todos de uma cor ao mesmo tempo, o que acaba por gerar conflitos entre eles.

Conseguir as medalhas de ouro é complicado a partir de um certo nível, pois temos de conseguir levar as esferas todas para a saída em tempo recorde. Mas, vão ver que a certa altura já só queremos concluir um nível antes que o tempo se acabe, o que já é uma grande satisfação. Muitos desafios irão necessitar de umas boas tentativas e prática até os conseguirmos ultrapassar.


Portanto, pensem bem nas cores a dar a cada um dos mecanismos envolvidos, porque essa é uma grande parte do desafio para resolver estes puzzles. O jogo pode ser um pouco pesado ao nível gráfico para alguns iPhones, mas é possível activar uma opção de baixa potência nas definições (que recomendo que activem se não quiserem derreter o vosso iPhone, e até para poupar bateria, alterando o frame rate de 60 fps para 30 fps).

O jogo foi lançado com a língua em Português, apesar de não haver muitos textos por aí além presentes no jogo, e está agora disponível na App Store por apenas 1,99€. Com 60 belíssimos puzzles em 3D para resolver, temos aqui um jogo que vai fazer as delícias dos fãs de puzzles e jogos que metem a física ao barulho. Vejam aqui em baixo o vídeo de apresentação do jogo para ficarem maravilhados.


Perchang na App Store

Tamanho: 225 MB



quarta-feira, 22 de junho de 2016

Tapt - put your rhythm to the test!

Por vezes lá surge um jogo com um conceito original que me obriga a falar dele aqui no blog. É este o caso com Tapt - put your rhythm to the test! de Stephen Coyle, um jogo gratuito que nos põe a adivinhar o ritmo de vários trechos musicais conhecidos do mundo do cinema e da música.



Em Tapt - put your rhythm to the test!, como o próprio nome indica, vamos testar ao máximo as nossas capacidades rítmicas, mas também o nosso conhecimento dos temas musicais mais conhecidos da história da música, cinema, TV, etc.

A ideia é muito simples, e foi isso que me cativou logo de imediato. Eu já sou um fã de jogos de ritmo estilo Guitar Hero e afins, mas este Tapt tem um conceito muito interessante. É-nos apresentada uma linha com vários blocos, uma espécie de partitura, que nos indica a quantidade de notas a serem tocadas para o tema que aparece com o seu título mencionado em cima.

Se não estivermos a imaginar à partida qual é o tema que temos de tocar, basta ir tocando no botão em baixo para fazer soar as notas, para ficarmos com uma ideia, e até para relembrar qual a música conhecida que temos de tocar.

O objectivo é tocar as notas no ritmo certo, com o ritmo original do tema em questão. Apenas temos de tocar no botão em baixo para se ouvirem as notas, saltando de bloco em bloco, até chegar ao fim. Se conseguirmos tocar todas as notas dentro do ritmo, ganhamos 1000 pontos, ou então ficamos abaixo dessa fasquia tão alta, e nos detalhes podemos consultar para cada bloco se tocamos adiantado ou atrasado, determinada nota.

A execução é simples, mas podemos sempre contar com um muito prático tutorial, que nos põe a tocar a universal música dos parabéns, para percebermos rapidamente a mecânica do jogo. Para iniciar o jogo apenas temos de escolher um dos pacotes de músicas disponíveis, que são Hits dos anos 2010, Filmes II, Vídeo Jogos, e Música Clássica.

Estão disponíveis outros pacotes de música por 0,99€, que serão obrigatórios para qualquer pessoa que fique fã deste pequeno jogo. De qualquer maneira, estão prometidas novas músicas gratuitas para as próximas actualizações do jogo, o que é muito bem vindo.

Acham-se capazes de acertar no ritmo da Marcha Imperial do filme da Guerra das Estrelas? E o tema principal do Tubarão? É um excelente desafio para quem aprecia jogos de ritmo, música em geral e bandas sonoras de filmes. Não deixem de experimentar este magnífico jogo indie, que vale bem a pena, nem que seja pela novidade, ou o relembrar destas musiquinhas intemporais.


Tapt - put your rhythm to the test! na App Store

Tamanho: 7.7 MB

terça-feira, 21 de junho de 2016

SkyLab Photo Editor

Dos criadores das espectaculares ferramentas de fotografia Reflect Mirror Camera e Circular, temos hoje grátis na App Store a fantástica SkyLab Photo Editor da BrainFeverMedia, que nos vai ajudar a adicionar céus deslumbrantes às nossas fotos.


Já todos passamos por aquele momento em que tiramos uma foto a uma paisagem fantástica, ou mesmo um belíssimo retrato de uma pessoa, mas o fundo ficou branco, demasiado claro, ou simplesmente um céu sem piada nenhuma, naquilo que poderia ser uma excelente fotografia.

É aqui que entra uma app como esta SkyLab Photo Editor, pois o seu criador é um grande fã de belíssimos céus, e cansou-se de "perder" fotos espectaculares porque lhe faltava um pequeno elemento diferenciador, seja um céu, um pôr do sol, a lua, o céu estrelado, uma árvore, ou mesmo pássaros a voar no horizonte.

São vários os elementos que podemos adicionar às nossas fotos, sendo a nossa imaginação o limite. E é muito simples trabalhar com esta app, basta adicionar uma foto do rôlo de câmara, escolher um céu com nuvens, por exemplo, ajustar a sua posição e o método de mistura com a imagem de fundo, assim como o brilho, a opacidade, etc, e já está.

A app suporta a edição por camadas (layers), por isso podemos adicionar quantas camadas quisermos, editá-las independentemente, com um céu, árvores, pássaros, trovoadas, tudo aquilo que nos apetecer, que transforme a nossa imagem naquilo que idealizamos na nossa mente.

No menu de abertura da app é possível aceder a uns tutoriais bem práticos e simples, que nos explicam como adicionar um céu com nuvens a uma estrada no deserto, adicionar uma árvore velha e um pássaro em contra luz numa paisagem ao pôr do sol, ou mesmo adicionar um céu estrelado numa fotografia noctura, entre outros.

O poder desta app é imenso, o que é algo a que já estamos habituados com as apps da BrainFeverMedia. Aproveitem a promoção, e instalem esta app já hoje, enquanto está gratuita na App Store.


SkyLab Photo Editor na App Store

Tamanho: 95.6 MB