quinta-feira, 16 de novembro de 2017

RPGolf

Depois de uma campanha de crowdfunding bem sucedida no Indiegogo, a Chorus Worldwide concluiu finalmente o seu RPGolf, um jogo que mistura uma aventura RPG com um clássico jogo de golf, e que nos transporta facilmente para os jogos que tanto se apreciava jogar nos anos 90.


A ideia por detrás do jogo é simples. Para os apreciadores de jogos de golf, navegar de buraco em buraco em paisagens lindíssimas, e não poder apreciar todo aquele cenário de uma forma livre, era com toda a certeza uma pena. Foi assim que os criadores de RPGolf se lembraram de implementar um sistema de RPG num mundo livre para ser explorado entre buracos.

Reza a história que numa ilha paradisíaca toda a gente era feliz e passava os dias a jogar golf. Mas um dia a ilha foi invadida por monstros e os seus habitantes, cheios de medo, esconderam-se das bestas e deixaram de jogar golf. Passado algum tempo chegou a heroína de quem ninguém estava à espera, uma menina que queria jogar nos melhores campos de golf de todos os tempos.

Como é sabido, os campos estão pejados de monstros, e como tal para jogar os 9 lendários buracos, a menina terá de combater com o seu taco todos os monstros que lhe aparecerem pela frente, inclusive entrar nas cavernas e masmorras para poder obter algum item importante, ou mesmo para viajar de um local para o próximo.

Vamos por partes, como jogo de golf, sempre que chegamos à bola do próximo buraco, entramos em modo de golf, e é aquilo que já conhecemos dos jogos de golf. Escolher o taco (que nos dá diferentes distâncias para atirar a bola) e apontar na direcção pretendida usando o joystick, escolher onde acertar na bola, e tocar no ecrã no momento certo para definir a força da tacada.

Como é uma mistura entre RPG e golf, convém bater o par do buraco em questão, para aparecer no mapa o próximo buraco a jogar, e também para que o monstro a combater no final nos ache dignos da sua atenção, e apareça para combater no último buraco.

Como RPG temos um mundo inteiro para explorar livremente, pois não somos obrigados a seguir as estradas de pedra para viajar entre buracos. Podemos ir às vilas protegidas pelas montanhas, visitar bares, vendedores, receber pedidos dos habitantes, assim como dicas importantes de estranhos, que nos ajudam a resolver certos puzzles para avançar na aventura.

Há que combater muito, pois só assim subiremos de nível, e com isso podemos gastar os pontos de habilidades nas áreas que acharmos mais importantes (força de ataque, defesa, inteligência, etc, etc). Estas habilidades são válidas para o golf (uma tacada mais forte, ignorar o vento, etc), como para os combates (ataque mais forte, maior capacidade de evitar ataques, etc).

Acho que os criadores de RPGolf conseguiram obter um belíssimo jogo, que tanto deve agradar os fãs de jogos de golf 8-bit como de um bom RPG estilo Zelda. É uma boa mistura que torna bem mais interessante um jogo que podia ser só uma coisa, mas que afinal é um dois em um, e funciona muito bem, mantendo-nos agarrados ao jogo até completarmos os 9 buracos. E depois quem sabe, tentar fazer os buracos novamente e ficar abaixo do par.


RPGolf na App Store

Tamanho: 75.1 MB



Sem comentários :

Enviar um comentário