quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Textual description of firstImageUrl

Little Misfortune

Quando vi pela primeira vez este jogo, confesso que não estava a contar com isto. Estou a falar de Little Misfortune da Killmonday Games, uma aventura point-and-click com uma história bem sombria para contar, completamente direccionada para adultos, pois toca em assuntos como a morte, e não só.


Isto é muito mais uma história interactiva do que um jogo, pois seremos quase um leitor, um observador, que vai vendo a história a desenrolar-se à frente dos nossos olhos, com o narrador a contar a história, ao mesmo tempo falando com a pequena Misfortune, e por vezes connosco, num clássico quebrar da quarta parede.

A história é bem sombria, pois põe-nos a controlar uma menina que vive com os seus pais, e com os quais não tem uma relação muito saudável, isto porque os pais não são nenhuns modelos de pais, com problemas de álcool, violência, e sabe-se lá mais o quê. O narrador convence Misfortune a procurar a felicidade eterna, e lá vai ela, e nós, pela floresta fora, a caminho de qualquer coisa que não entendemos muito bem.

A nossa interacção com o jogo é simples, apenas tocamos no cenário para que Misfortune se dirija para esse local, e podemos interagir com alguns objectos, pessoas e animais, que nos dão alguma informação sobre os mesmos, e por vezes temos de optar entre duas escolhas, cada uma com uma consequência diferente, e é aqui que percebemos que o jogo pode ser repetido se quisermos, para visualizar o que seria se optássemos de maneira diferente.


A beleza do jogo, para além da arte nos gráficos, e da história bem profunda e por vezes triste, é mesmo na qualidade das vozes. A do narrador, que por vezes me faz lembrar o grande Thomas Was Alone, mas especialmente de Misfortune, com uma voz de criança que diz as coisas mais macabras e inocentes ao mesmo tempo, e que por vezes parece mesmo uma voz de adulta a fazer-se passar por criança.

O jogo vive muito do humor negro (depende do vosso ponto de vista, claro), e a cada decisão que vamos fazendo, acontecem as coisas mais macabras à pequena Misfortune, e a todos os que se atravessam no seu caminho. O jogo toca em assuntos bem controversos, como o suicídio, o aborto, etc, e por isso digo ser um jogo para adultos.

Para quem aprecia uma boa história, algum humor negro (ou muito humor negro), que não se importe com o jogo ter as vozes em inglês, e queira experimentar algo bem diferente num iPhone. É de facto uma pedra preciosa no que toca a jogos para iPhone, e uma que não deixará ninguém indiferente, com toda a certeza.


Little Misfortune na App Store

Tamanho: 1.9 GB

Sem comentários :

Publicar um comentário