sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Textual description of firstImageUrl

Rogue Grinders - Roguelike

Nos últimos tempos têm aparecido uma série de jogos do género Roguelike e Dungeon Crawler, que quando nos deparamos com um novo jogo deste tipo à nossa frente, temos mesmo de perceber se há algo diferente que mereça a atenção. É esse o caso com este Rogue Grinders - Roguelike de Dmitry Ulitin, um jogo gratuito que traz algumas mecânicas bem interessantes e é daqueles que é só abrir e começar a jogar.


Gosto de um jogo em que começamos logo a jogar, sem grandes explicações e tutoriais. Neste Rogue Grinders, em dois pequenos passos ficamos logo a perceber como tudo se processa, e podemos avançar para a exploração da masmorra. Já não tínhamos grandes dúvidas à partida, especialmente para quem está habituado a este tipo de jogos, mas fica o toque para qualquer iniciante que nunca tenha experimentado um jogo como este.

Começamos com um herói que parece um pássaro, uma espécie de tucano ou assim, e partimos à aventura sala atrás de sala, numa masmorra enorme, mas que se apresenta sempre aos bocadinhos com salas de um tamanho bem diminuto, o que nos permite fazer jogos curtinhos se assim quisermos.

Armados com apenas um pau, depressa percebemos que temos de encontrar armas e poções para conseguir avançar alguma coisa nesta masmorra. Em baixo temos ao centro a nossa arma, bastando tocar no botão para a usar (ou deslizar o nosso herói em direcção aos inimigos ou objectos a destruir), e dos lados os dois items que podemos levar connosco, que podem ser armas de atirar, comida ou poções mágicas.

É essencial encontrar armas e poções mágicas, pois sem isso não conseguiremos sobreviver por muito tempo. Mas as armas que podemos utilizar tem uma mecânica bem interessante, pois cada arma tem um tipo de ataque diferente. Algumas conseguem atacar umas duas casas à frente, outras conseguem atacar todas as casas à volta do nosso herói, etc, o que nos obriga a pensar bem na estratégia de ataque e a abordagem ao inimigo.


Há heróis para desbloquear, o que obriga a jogar bastante até conseguirmos todos os items para poder finalmente jogar com eles, e cada um deles traz consigo poderes bem diferentes. O nosso herói pássaro inicial põe um ovo de vez em quando, que ao ser destruído pela nossa arma, revela uma moeda de ouro. As moedas de ouro são essenciais para comprar armas e poções ao comerciante que encontramos de vez em quando.

Há salas na masmorra que nos obrigam a resolver uma espécie de puzzle, como por exemplo o do rato que fica a bloquear o caminho de uma arca com tesouros, a não ser que lhe levemos o queijo até ele para o comer e sair da frente. Outras salas têm um monstro especial que faz de chefão, com ataques que mudam a cada turno, e que são complicados de derrubar, obrigando a alguma estratégia bem pensada da nossa parte.

Estamos perante um jogo retro com um aspecto gráfico em pixel art, altamente viciante, que pode ser jogado aos bocadinhos quando não temos muito tempo, ou por horas se assim o quisermos. Como qualquer roguelike há que jogar bastante para desbloquear novas armas e poções que começam a aparecer nas próximas aventuras mais lá para a frente.

É um jogo grátis, mas conta com publicidade que podemos visualizar de forma opcional, sempre que quisermos adquirir um item aleatório, ou reviver o nosso herói. Para o mencionar aqui, é porque estamos perante mais um belíssimo jogo deste género, que recomendo a todos os fãs e não só.




Rogue Grinders - Roguelike na App Store

Tamanho: 24.5 MB

Sem comentários :

Publicar um comentário