terça-feira, 16 de outubro de 2018

Textual description of firstImageUrl

Kenshō

Foi escolha dos editores da App Store em 2017, um jogo que nunca baixou de preço está agora pela primeira vez ao preço de 1€ e vale bem a pena para fãs de puzzles relaxantes e não só. Estou a falar de Kenshō da FIFTYTWO, um bonito jogo com um visual incrível e uma banda sonora apaixonante que não deixará ninguém indiferente.


Usando uma mecânica inspirada no famoso Threes! ou qualquer outro jogo do género 2048, em Kenshō temos de ir combinando blocos da mesma cor, 3 ou mais na horizontal ou na vertical, para ir limpando a àrea de jogo que é pequena, mas principalmente para ir obtendo as peças que compõem uma chave.

Ao combinarmos o bloco que contém a peça da chave com outros 2 blocos da mesma cor, fazemos com que a peça seja libertada, ficando a faltar outras 3 peças para que se consiga preencher os 4 espaços de uma tão famigerada chave, essencial para desbloquear novos mundos.


Depois de conseguirmos as 4 peças da chave, falta desbloquear a própria chave, que ao ser completado esse objectivo, passamos para um puzzle intermédio entre mundos, onde ficamos perante um mega portão de pedra, e no qual teremos que colocar blocos coloridos nos seus respectivos lugares para que se abra este novo portal para outro mundo.

Quando atravessamos o portal, damos por nós num mundo belíssimo, numa espécie de menu onde podemos navegar entre os vários portais que dão acesso aos diferentes mundos, e onde percebemos que o nosso personagem é uma espécie de cubo alienígena simpático que vai reagindo ao ambiente animado que o rodeia, demonstrando as suas emoções através de emojis, e onde se podem ler algumas mensagens que nos fazem pensar.

Em cada mundo vão sendo apresentadas novas mecânicas, novos desafios, novas maneiras de fazer as coisas. É certo que temos de continuar a deslizar com o dedo na vertical e horizontal para mover as peças (1 casa de cada vez), mas as combinações começam a complicar-se.


Vão sendo introduzidas novas peças de pedra que se movem mas não podem ser combinadas com as outras pedras, ou mesmo pedregulhos que simplesmente não se movem, e podem ser usados para servir de obstáculo para melhor colocar as peças que queremos combinar. Depois ainda podem surgir barreiras nos próprios blocos que contêm as peças e chaves, que nos obrigam a combinar apenas de um dos lados do cubo, etc, etc.

A banda sonora do jogo pede o uso de headphones, que é mesmo uma experiência super relaxante. A ajudar está a não grande complexidade do jogo, pois os puzzles vão-se resolvendo de uma forma fácil e intuitiva, não havendo a possibilidade de perder. Se preenchermos o ecrã com blocos, o ecrã liberta-se de todos os blocos oferecendo-nos uma nova tela para trabalhar.

Não há dúvidas que o jogo é mesmo muito bonito, com uns efeitos visuais incríveis, uma banda sonora relaxante que vai mudando de mundo para mundo, e uns puzzles que vamos querer resolver um atrás do outro. Pelo preço de 1€ não vejo razão nenhuma para não recomendar este jogo espectacular.


Kenshō na App Store

Tamanho: 246.6 MB



Sem comentários :

Publicar um comentário