terça-feira, 23 de outubro de 2018

Textual description of firstImageUrl

Max - The Curse of Brotherhood

Que dias são estes para os jogos no iPhone e iPad. No outro dia foi o slasher Grimvalor com a sua qualidade de consola, e nos próximos dias virão outros como Stardew Valley ou The Elder Scrolls: Blades, que podem desde já ser reservados com antecedência na App Store. Mas agora quero mesmo é falar do recém chegado Max - The Curse of Brotherhood da Flashbulb ApS, um jogo de plataformas / puzzles com um visual incrível e com uma jogabilidade que nos vai deixar agarrados por horas, dias, semanas.


Max está um pouco farto das brincadeiras infantis do irmão mais novo, e resolve invocar um monstro para levar o irmão para outro mundo e assim parar de o chatear. É daquelas coisas que se diz a brincar, mas não se pensa que irá de facto acontecer, mas aqui é tudo bem real, e Max terá de atravessar o portal interdimensional para salvar o irmão das garras do monstro que o raptou.

Gostam de jogos de plataformas? Preparem-se para ficarem pasmados com a qualidade do jogo, que a partir dos primeiros momentos em que nos leva pela mão em modo de tutorial, explicando os controlos que são bem simples, com um joystick flutuante do lado esquerdo para controlar o movimento de Max e um botão para saltar do lado direito, depressa percebemos que há muito mais escondido por detrás desta simples mecânica.


Quando nos aproximamos de algum objecto ou personagem com o qual podemos interagir, surge no ecrã do lado direito uma mão para activar a acção. Isto tanto pode ser para empurrar um objecto, ou qualquer outro tipo de acção especial.

A aventura leva-nos para bem longe através de terras desconhecidas e fantásticas, onde haverá muito para descobrir, e onde nós somos de facto o herói inesperado. Ficamos a saber que o nosso marcador que levamos na mochila é mágico, e com ele podemos fazer coisas incríveis.

É aqui que o mundo das plataformas se expande para além das plataformas para o mundo dos puzzles e quebra cabeças, pois passamos a controlar a terra e vários elementos da natureza que nos rodeia. Sempre que encontrarmos uma pequena área do ecrã a brilhar, podemos deslizar com o dedo para criar do chão um autêntico pilar de terra para podermos saltar e chegar a uma zona mais alta, ou então mais tarde criar ramos de árvores para servir de ponte, cordas feitas com plantas, etc, etc.


O jogo fez-me lembrar inicialmente de outros jogos de plataformas bem bonitos como LIMBO ou Playdead's INSIDE, onde temos um míudo a caminhar numa paisagem desolada e ao mesmo tempo com um aspecto lindíssimo, mas com um visual mais amigável dos mais novos que estes que mencionei aqui acima.

Ao nível dos gráficos o jogo é irrepreensível, com uns cenários 3D incríveis, onde se podem ver monstros a caminhar lá ao fundo (neste caso o primeiro monstro que raptou o nosso irmão e o leva pendurado de pernas para o ar numa corda), e muitos dos objectos em movimento, como algumas armadilhas aparecem mesmo bem perto da nossa cara no ecrã, trazendo grande realidade a toda a experiência.

Há grande qualidade nas animações do nosso herói e demais monstros, há cenas animadas como se estivessemos a ver um filme animado, com vozes de grande qualidade, onde não faltam até legendas em português. Para quem tem um iPad, vai vibrar ainda mais com o jogo, mas num iPhone X é qualquer coisa de pasmar e ficar de boca aberta. Um autêntico jogo das consolas que chega ao iOS, que é obrigatório para quem nunca o jogou, e está a um preço super barato para o jogo que é.


Max - The Curse of Brotherhood na App Store

Tamanho: 1.4 GB




Sem comentários :

Publicar um comentário