quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Textual description of firstImageUrl

Play to Cure: Genes In Space

Ontem foi o Dia Mundial do Cancro, e hoje tenho uma proposta para vocês. Que dizem a perder uns minutinhos todos os dias a jogar este Play to Cure: Genes In Space da Cancer Research UK, um jogo que nos põe a navegar uma nave pelo espaço, e ao mesmo tempo a contribuir de facto para a descoberta de uma cura para o cancro.


O jogo em si é muito simples, estamos no futuro, e somos um dos pilotos responsáveis por navegar no espaço à procura de uma substância preciosa chamada "elemento alfa". Depois de traçarmos o caminho que nos levará a recolher uma maior quantidade desta substância, apenas temos de levar a nossa nave através dos anéis que aparecem no caminho, e disparar contra os asteróides que vierem na direcção da nave, para evitar que esta seja destruída.


Todo o elemento alfa que for recolhido pode ser convertido em créditos, que podemos depois gastar em melhorias para a nossa nave. Coisas como novas armas, motores e escudos mais potentes, etc, etc. Mas acho que o verdadeiro orgulho aqui será a nossa pontuação, que quanto maior for, mais substância recolhemos (quer dizer que analisamos mais dados).


E agora a parte que interessa na realidade, ao iniciarmos cada uma das viagens espaciais, é-nos pedido para escolhermos os pontos de maior densidade visual num mapa, de maneira que o trajecto da nossa nave passe pelas zonas onde há mais substância para recolher (o trajecto é marcado pela linha que se vê aqui em cima).

Esta paisagem espacial não é mais do que uma amostra de dados de DNA recolhidos por cientistas, que representam regiões do genoma de tumores malignos. Ao seleccionarmos as zonas de maior densidade, estamos a indicar, com o percurso da nossa nave espacial, as alterações genéticas mais relevantes para o estudo dos cientistas.

Computadores potentes e software podem analisar estes dados de certa forma, mas como a componente visual é muito importante, os olhos dos humanos continuam a ser a ferramenta mais eficaz para detectar correctamente estas anormalidades genéticas.

Por isso é que o conceito do jogo é uma grande ideia. Para analisar todos os dados recolhidos de milhares de tumores do cancro de mama, os cientistas levariam muitos anos. Mas desta forma, o trabalho é distribuído por milhares de jogadores, que traçam os caminhos mais relevantes para os cientistas analisarem, acelerando todo o processo de análise.

Não é pelo jogo em si, mas saber que cada caminho traçado no mapa intergaláctico, fará de nós um pequeno cientista, e assim contribuir para que se descubra uma cura para o cancro, vale bem a pena perder alguns minutos todos os dias de volta desta aventura meritória.

O jogo é gratuito, como é óbvio, compatível com iPhone e iPad, e está também disponível para Android.


Play to Cure: Genes In Space na App Store (Brasil)

Play to Cure: Genes In Space na App Store (Portugal)

Tamanho: 99.8 MB



Sem comentários :

Publicar um comentário