quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Textual description of firstImageUrl

Star Command

Sou grande fã do Star Trek, e por isso segui com muita atenção a campanha no Kickstarter para um novo jogo passado no espaço que parecia ter tudo a ver com a famosa série. Não é o Star Trek, mas este Star Command leva-nos o mais próximo que é possível, com um magnífico jogo de defesa, gestão, e estratégia em tempo real, direccionado para todos os fãs de aventuras no espaço.


Confesso que ao abrir o jogo pela primeira vez, fiquei a olhar para o iPhone durante uns minutos, a ouvir a espectacular banda sonora de abertura, uma variação muito bem conseguida do tema oficial que podemos ouvir no início das séries e filmes do Star Trek.

O jogo arranca e temos logo de escolher o nome e aspecto visual do nosso Capitão, e é-nos entregue uma nave e o nosso primeiro comando, sendo de seguida acompanhados por uma espécie de tutorial, onde nos vai sendo explicado o funcionamento da nave, quais os compartimentos que temos de construir, e que tipo de pessoal vamos precisar para pôr em funcionamento estes diferentes departamentos.


A nave tem 4 departamentos essenciais, a Ponte, que já vem construída por defeito com a nave, onde temos o capitão e outros elementos da tripulação (roupa vermelha, pessoal de armas e estratégia), a Engenharia, responsável pelos motores da nave, ou um gerador que nos permite evitar fogo inimigo (pessoal com roupa laranja), o departamento de Ciência, responsável por compartimentos médicos que curam a tripulação, ou um compartimento que é responsável por manter a saúde dos escudos da nave, etc (pessoal com roupa azul), e ainda o departamento das Armas, que nos permite construir um canhão laser, ou uma arma de plasma, etc (também de roupa vermelha como o pessoal da ponte).

Estes departamentos precisam de tripulação para funcionar, por isso temos que contratar mais tripulantes para além do capitão (usando tokens, que são também usados para adquirir novos departamentos e diversos melhoramentos), os quais devem ser enviados para o respectivo departamento, onde passarão a usar a roupa da cor do departamento atribuído.


Navegando livremente pela nave, podemos obter informações sobre todos os compartimentos para ver o seu estado (e fazer melhoramentos ao equipamento), seleccionar qualquer elemento da tripulação para ver quais as suas aptidões e experiência nas diferentes áreas (Armas, Engenharia, Ciência).

O capitão e restante tripulação atribuída à ponte e também aqueles que pertencerem ao departamento de armamento, têm a roupa de cor vermelha, e são os únicos que podem atacar inimigos que invadam o interior da nave. O pessoal do departamento de ciência, com roupa azul, são capazes de curar os tripulantes feridos, e o pessoal da engenharia pode apagar fogos e reparar danos e brechas no casco.


Para ser digno da comparação com o Star Trek, tinha de haver uma história mínimamente interessante a acontecer para nos manter agarrados ao jogo, e é este o caso. Depois de navegarmos um pouco pela galáxia, vamos encontrar alguns extra terrestres nada simpáticos, que vão testar de imediato as nossas aptidões para a guerra, ou astronautas zombies que tentarão contaminar a nossa nave, ou mesmo até uma tripulação alien em apuros que necessitará da nossa ajuda, acabando por trazer para a nossa nave uma princesa que nos será muito útil no futuro.

Em caso de combate directo com uma nave inimiga, teremos de aguentar o fogo inimigo com os nossos escudos, e aguardar que as nossas armas estejam carregadas para disparar contra a nave que temos à frente. Cada uma das armas tem um mini jogo associado, o qual deveremos completar da melhor forma possível para que as armas disparem com sucesso. A ideia básica é destruir os escudos da nave inimiga, e depois finalmente levar à ruptura do seu casco para que expluda, levando-nos à vitória (e também a ganhar mais tokens).

No caso de invasão, algo que iremos descobrir logo no início, com uma tripulação de astronautas zombies que se teleportam para a nossa nave, teremos que colocar pessoal de roupa vermelha nos corredores onde houver inimigos, para que disparem contra eles (e movendo-os sempre que preciso para que se mantenham afastados do perigo). Convém também colocar pessoal de roupa azul (Cientistas) perto do nosso pessoal armado, para que lhes tratem das feridas.


Para que tudo isto corra da melhor forma possível, convém ter cada departamento com o número máximo de pessoal, realizar todos os melhoramentos que conseguirmos a cada um dos departamentos (desde que haja tokens disponíveis), e gravar a nossa posição no jogo sempre que vamos iniciar uma viagem luz, porque nunca sabemos que inimigos vamos encontrar a seguir (o jogo vai gravando automaticamente, mas é melhor estar precavido).

O pior que nos pode acontecer é algo como se pode ver na imagem aqui em cima, casco destruído, tripulação a ser cuspida para o espaço, extra terrestres a avançarem pelos corredores, fogos a deflagrarem por toda a nave, etc. E aqui é que veremos quem é verdadeiro capitão, que terá de mandar engenheiros para reparar o casco e apagar os fogos, pessoal armado para enfrentar os aliens, médicos para tratar dos feridos, e tudo isto sem deixar morrer o capitão, porque se ele morre (ou a princesa), perdemos o jogo de imediato.

Passados alguns minutos de jogo, a história complica-se para o nosso capitão e a sua tripulação, quando se vêem acusados de um crime que não cometeram, e de repente estarão a fugir e a enfrentar os inimigos, assim como os amigos (nada que já não tenha acontecido num qualquer episódio ou filme do Star Trek), enquanto tentam limpar o seu nome e desmascarar uma enorme conspiração.

O jogo foi actualizado recentemente, e os seus criadores estão sempre atentos à comunidade de jogadores e aos seus comentários, por isso esperam-se novas actualizações de conteúdos para breve. Temos aqui um magnífico jogo para qualquer fã de aventuras passadas no espaço, que está disponível na App Store como app universal, compatível com iPhone e iPad. Vejam aqui em baixo a trailer oficial do jogo para vos abrir o apetite, e já sabem, se se virem em apuros, é só dizer "Beam me up Scotty". Ou não! ;)


Star Command na App Store (Brasil)

Star Command na App Store (Portugal)

Tamanho: 145 MB



Sem comentários :

Publicar um comentário