quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Textual description of firstImageUrl

The Shivah

Sou grande fã de aventuras point-and-click, já desde os tempos de jogos como The Secret of Monkey Island da Lucas Arts. Hoje foi lançado na App Store mais uma aventura deste género, The Shivah da Wadjet Eye, um remake do jogo original com o mesmo nome lançado em 2006, onde seremos levados a desvendar um misterioso crime.


Neste jogo seguimos os passos de Russell Stone, um Rabino que tem a sua Sinagoga sediada em Nova Iorque, e que vai ser confrontado com o assassinato de um dos antigos membros da congregação, crime do qual é o principal suspeito.

A vítima deixou-nos uma grande quantia em dinheiro na sua herança, e como era conhecido de todos o desentendimento entre nós, por causa da sua expulsão da Sinagoga há 8 anos atrás, acabou por levantar suspeitas. Cabe-nos a nós agarrar nos destinos de Russell Stone, limpar o seu nome, e descobrir quem matou a vítima, e porquê.


O jogo é uma clássica aventura de point-and-click, tirando a parte em que nos falta um rato para usar o botão esquerdo e direito para executar diferentes acções. Mas nada que não se resolva com um arrastar do dedo pelo ecrã, onde nos vão sendo mostrados os nomes dos objectos que se encontram por baixo do dedo, e ao "clicar" aparecem-nos duas opções, uma mão para usar ou activar o objecto, e uma lupa que nos permite inspeccionar o dito cujo.


Este jogo funciona bem como obra literária, um thriller policial, e até para melhorar a nossa cultura acerca da religião judaica, pois há aqui muito texto para ler em conversas que estão sempre a acontecer entre personagens, e até mesmo muitas piadas que são feitas sobre os rabinos em geral (como por exemplo, a mania que têm de responder sempre a uma pergunta com outra pergunta).


Tocando na parte de cima do ecrã permite-nos aceder ao nosso inventário, onde teremos objectos que podem interagir uns com os outros para avançar na aventura, e até pistas que poderão ser usadas para conseguir arrancar palavras essenciais de algumas personagens.

Todos os objectos podem servir como dica para desbloquear partes do jogo, como por exemplo descobrir o nome de utilizador e a palavra passe para aceder ao computador que temos na Sinagoga, etc.


O que importa referir aqui, em comparação com o jogo original de 2006, são os gráficos altamente melhorados e renovados, as vozes de actores profissionais, e a banda sonora, com um ambiente jazz algo noir, agora tocada com instrumentos reais, que nos mantêm agarrados ao mistério por resolver.

O jogo permite-nos gravar o ponto em que nos encontramos no momento, usando vários slots para este efeito, e ainda bem, porque dependendo das nossas conversas com as pessoas e as decisões que tomarmos, é possível chegar a 3 finais bem diferentes. Se estiverem curiosos para ver cada um deles, é só usar estes "Save Games", e repetir o jogo a partir desse ponto, escolhendo caminhos diferentes.

O nosso personagem começa a seguir um caminho de alguma violência ao longo do jogo, por isso ficam já avisados que este é um thriller algo pesado. Os textos e a história são bastante interessantes, que aliados aos puzzles e dedução que têm de ser feitos para avançar na trama, nos deixa com uma bela aventura a fazer lembrar os clássicos, e que recomendo vivamente a qualquer fã deste tipo de jogo.


The Shivah na App Store (Brasil)

The Shivah na App Store (Portugal)

Tamanho: 91.2 MB



Sem comentários :

Publicar um comentário