sábado, 15 de dezembro de 2012

Textual description of firstImageUrl

10000000

Gosto bastante de jogos do género match-3 e já andava há algum tempo para experimentar este 10000000 da EightyEight Games, e ainda bem que o fiz, que este jogo está muito bem concebido, e é extremamente viciante, especialmente pelo seu lado RPG / Dungeon Crawler, que lhe dá outra vida.


Sim, o número mágico que devemos atingir para conseguir a liberdade do nosso personagem é mesmo os 10 milhões. Não se sabe muito bem porquê (e não interessa), mas o nosso herói tem de atravessar uma masmorra para conseguir a sua liberdade.

E como qualquer masmorra que se preze, temos tesouros a encontrar, monstros para enfrentar, portas e arcas para abrir,  e muita magia à mistura. E para executar estas acções, temos de conseguir combinar 3 ou mais peças iguais no ecrã em baixo, desde que sejam do tipo que necessitamos para a tarefa que temos à frente.

Os items que temos à frente podem ser deslocados ora na horizontal ou na vertical, e temos de casar 3 ou mais espadas para atacar um monstro que se encontre a barrar no nosso caminho, 3 ou mais chaves para abrir portas e arcas com tesouros, escudos para nos ajudar contra os ataques dos monstros, e por aí fora. Quantos mais items combinarmos de uma só vez, maior será o poder da acção envolvida.


O nosso herói encontra-se numa corrida contra o tempo, e é exactamente isso que vemos no topo do ecrã quando estamos a jogar. Se por acaso chegarmos ao lado esquerdo do ecrã perdemos e voltamos ao menu principal.

Este não é um menu principal qualquer, pois é aqui que o nosso herói descansa, e devemos acordá-lo e arrancá-lo da cama para que volte a enfrentar os perigos da masmorra. É também aqui neste castelo que poderemos ir reparando as várias salas, onde será possível melhorar várias características do nosso herói.


Temos salas onde podemos melhor as nossas hipóteses durante o jogo, com mais sorte nos ataques, e também na quantidade de items que nos vão aparecendo durante a corrida. Ou então salas onde podemos melhorar a nossa espada, o escudo, o bastão mágico, ou mesmo até activar poções mágicas, tudo coisas que farão toda a diferença na hora de enfrentar os monstros na masmorra.

Para desbloquear estas salas, teremos de as reparar usando madeira e pedra, que também teremos de ir recolhendo durante o jogo. E a ideia é mesmo essa, ir combinando peças de madeira e pedra nos tempos mortos (quais tempos mortos?!?!), para que o ecrã fique repleto de espadas, bastões mágicos, etc, para podermos usar contra os monstros que nos aparecem à frente.


Quantas mais combinações fizermos, mais o nosso herói corre, mantendo-se bem à frente na masmorra, pois não devemos deixá-lo chegar ao lado esquerdo,  o que irá acontecer muitas vezes no entanto, porque se não for uma porta fechada a bloquear-nos a passagem, será um monstro a empurrar-nos até sermos expulsos da masmorra.

E aqui está o problema (no bom sentido), porque acabamos por jogar apenas durante alguns minutos, voltando outra vez até ao castelo, onde iremos adquirir mais ajudas, e damos por nós cheios de vontade e ansiosos  para voltar a entrar de novo na masmorra para mais uma corrida. Fica aqui o aviso que este jogo é altamente viciante, o que é uma coisa boa, certo? Certo? ;)

O jogo vem com uns gráficos muito retro a fazer lembrar os primeiros jogos para pc, e a banda sonora complementa de forma fantástica este ambiente de jogos dos anos 80, transportando-me para títulos bem curtidos que joguei há muitos anos atrás.

Vejam aqui em baixo o vídeo de apresentação do jogo, e se acham que é um jogo para vocês, passem pela App Store para o instalar num iPhone ou iPad, que está a um preço bem baratinho.




Se ficaram curiosos com este jogo, dêem também uma vista de olhos ao vídeo aqui em baixo, que mostra o pessoal da Touch Arcade a passar o nível do tutorial, que explica de uma forma bem simples como tudo se processa:





10000000 na App Store (Brasil)

10000000 na App Store (Portugal)

Sem comentários :

Publicar um comentário